Skip to main content
Turismo regional

Como será a retomada do turismo?

Embora o ramo hoteleiro tenha sido um dos mais afetados pelo Covid-19, a sua retomada já está sim sendo comentada. O setor tem sua volta estimada para o 4° trimestre desse ano, a previsão é de que final do ano tenha uma alta ocupação nos hotéis.

A retomada será primeiramente com turistas regionais, que irão se locomover com os seus próprios meios com a autonomia de decidir quando ir e voltar, fortalecendo assim, o turismo regional, expandindo após para o nacional e internacional.

Uma pesquisa feita pela ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis) mostra que para as festas de final de ano, as taxas de ocupação estarão em quase 100% para o nordeste do país, Rio de Janeiro também não fica atrás com a queima dos fogos. Perante tudo que está acontecendo o Brasileiro agora está investindo em lazer e no “aproveitar a vida”.  

Foz do Iguaçu também está em alta nas pesquisas, seguido de Curitiba onde se espera uma taxa com mais de 60% de ocupação para a virada do ano. Já Santa Catarina podemos dizer que está bem no ranking, tanto serra quanto mar terão suas belezas no tão esperado réveillon. Gramado também está com a estimativa de 100% para dezembro e janeiro.

Selo turismo responsável

Como forma de ser uma segurança a mais para o hóspede, o Ministério do Turismo criou o selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro”. O selo é para mostrar que o local segue as normas de higienização necessária para a prevenção do Covid-19. Para ter acesso ao selo o estabelecimento deve estar inscrito no Cadastur (Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos). Essa é a primeira etapa para a retomada segura das atividades, sugerida pelo Ministério do Turismo, com a intenção de diminuir os riscos e dar ao hóspede a certeza de que estará sendo bem cuidado.

Para adquirir o selo o hoteleiro deverá acessar o site do Ministério do Turismo, ler as exigências e estar de acordo com todas elas, após isso é só realizar o download para a impressão, é totalmente gratuito. Com o QRcode do selo o turista poderá ver as normas adotadas pelo estabelecimento. A proposta é que na retomada ao turismo o hóspede procure por estabelecimentos que cumpram os requisitos de limpeza e prevenção ao Covid-19.

O brasileiro finalmente vai conhecer o Brasil

Com as fronteiras ainda fechadas por um bom tempo, os turistas acostumados com suas viagens de férias anuais começarão agora a “conhecer” o Brasil. As viagens nacionais terão seu melhor custo benefício, além de saírem mais em conta, também irão ser mais curtas e podem ser organizadas em cima da hora, trazendo assim um ponto a mais para o turismo brasileiro.

Ao longo do ano temos cerca de 100 milhões de turistas no Brasil, sendo que apenas 6% destes são estrangeiros, então em média mais de 10 milhões de pessoas, viajantes e com recursos para o nosso turismo. Essa pode ser a salvação para o setor nos próximos meses.

Os efeitos que podemos esperar a longo prazo

Prever quais serão os efeitos de uma pandemia, no Brasil é um pouco difícil. O que podemos afirmar é que as pessoas estão mudando seus comportamentos diante dos fatos, a forma de agir, pensar, são reais e todos nós estamos passando, o “efeito quarentena”.

Após tudo isso muitas pessoas vão querer realizar seus sonhos, da viagem para um lugar específico, de mais tempo com a família e aproveitar mais a vida. Com isso o consumo de viagens, seja a negócio, passeio ou até para visitar os parentes que saíram dessa, aumentarão e muito.

Espera-se que o consumidor tenha em mente o benefício de uma viagem, além da escolha do meio de transporte, hospedagem companhia e lugar, a chance é de as viagens e passeios se tornarem mais íntimas e aproveitáveis. Espera-se que o turismo seja ampliado para que as viagens sejam um forte laço em relações humanas, tanto dos hóspedes, quantos dos hoteleiros que irão lhes atender, fazendo assim com que o tratamento humanizado ganhe ainda mais força.

One thought to “Como será a retomada do turismo?”

Comentários fechados.