Blog | Silbeck

Você sabe o que é RevPar?

Post Postado em Hotelaria

Tempo de leitura: 15 minutos

Dependendo de seu conhecimento do setor hoteleiro, este ou é um termo que você usa na hotelaria com a mesma frequência em que diz “olá”, ou apenas o utiliza como um outro jargão do setor hoteleiro

Por extenso, RevPAR significa “receita por quarto disponível.”

Para um operador hoteleiro, RevPAR é a métrica utilizada para definir o sucesso de seu desempenho em um dado período. Ele é calculado com base em quantos quartos de seu estabelecimento estão ocupados, quantos estão disponíveis (ou seja, ocupação) e quanto você cobrou por tais quartos (ou seja, tarifa ou diária média).

Em outras palavras, RevPAR refere-se à receita gerada pelo seu hotel em relação ao seu potencial.

Calcular o faturamento de seu hotel é importante para ter uma boa gestão

Como funciona o RevPAR?

O RevPAR serve para medir o quanto de receita está sendo gerado para cada apartamento disponível no seu hotel, independente do período analisado, seja ele de um dia, um mês ou um ano. Muitos índices da hotelaria são medidos por apartamentos disponíveis no hotel.

Vamos a um exemplo. Imagine que você trabalha para um hotel que possua 10 apartamentos e cada apartamento é de um dono diferente. E para ser justo com todos, você prometeu distribuir a receita gerada igualmente para todos os donos, independente de qual apartamento foi alugado. Cada apartamento, você decide vendar a diária por R$ 100,00 reais. No primeiro dia você consegue vender os 10 apartamentos, então cada dono irá receber R$ 100,00 reais.

No dia seguinte, o que acontece se você vender somente 5 apartamentos? Afinal, você prometeu ser justo com todos os donos. Então no segundo dia, cada um receberá R$ 50,00 reais.

Leia também: O que é Revenue Management e como trabalhar ele no seu Hotel

Então temos o RevPar como índice que mede o quanto de receita que cada apartamento está gerando independente se ele foi ocupado ou não.

Esse índice é importante por que não faz diferença se o hotel tem 100 quartos ou 1000 quartos. O RevPar irá medir a rentabilidade de cada quarto como uma unidade, facilitando a comparação de hotéis de diferentes tamanhos, diferentes tipos e até diferentes regiões.

Como se calcula o RevPar?

O RevPAR pode ser calculado de duas formas:

1- RevPAR = RTH / UHD
Em que:
RTH = Receita total de hospedagens no período
UHD = Unidades habitacionais disponíveis no mesmo período acima

2- RevPAR = DM * TO
Em que:
DM = Diária média
TO = Taxa de ocupação

Além de manifestar o quanto sua estrutura tem sido remunerada pela receita, você pode comparar o RevPAR da sua pousada com o de outros estabelecimentos do mesmo segmento.

Preciso adotar o RevPAR no meu hotel?

Alguns autores enfatizam que o RevPAR não é uma boa medida, considerando que alguns hotéis tem um RevPAR baixo mas possuem muitas UHs que proporcionam receitas melhores. Nessa situação, é preciso avaliar não somente o segmento do hotel, mas também, o porte do estabelecimento.

Muitos gestores estão optando por avaliar a Diária Média como medida de desempenho, sendo que um preço bem estruturado é algo que efetivamente aumenta o faturamento do hotel ou da pousada, e consequentemente a taxa de ocupação e o RevPAR.

E como está a realidade do seu hotel ou pousada? Conta pra gente como você faz a gestão dos indicadores estratégicos.

Uma boa gestão para hotéis começa com um bom planejamento

Post Postado em Hotelaria

Tempo de leitura: 10 minutos

Administrar o próprio negócio é o sonho de muita gente. Mas abrir um novo negócio sempre apresenta suas dificuldades e exige dedicação especial para alcançar o sucesso. No ramo da hotelaria não é diferente. O novo proprietário de um hotel ou pousada, além de saber como bem receber um cliente, precisa entender muito de gestão financeira e de pessoas.
Estabelecer um planejamento estratégico e financeiro é essencial. Sem tal preocupação, um empreendimento deste tipo dificilmente irá para frente. Confira a seguir algumas dicas para empreendedores hoteleiros iniciantes:

1 – Conte com uma equipe qualificada

Recrutar funcionários qualificados e com capacidade de trabalhar em equipe é um dos pontos principais para o sucesso tanto de novos hotéis ou pousadas quanto para estabelecimentos já consolidados no mercado. O pessoal deve ter capacidade de trabalhar com o público e sempre prezar pela qualidade. Investir em treinamento é uma boa alternativa em caso de falta deste tipo de profissional no mercado de trabalho.

2 – Conheça seus hóspedes

Saber a faixa etária ou a média de renda de seu público alvo não é suficiente para seu hotel ou pousada alcançar o sucesso. É importante conhecer detalhes sobre os seus clientes. Ao entender comportamentos, hábitos e preferências, será possível oferecer produtos e serviços mais adequados, aumentando exponencialmente as chances de deixar seu hóspede satisfeito.

3 – Uma boa gestão de compras começa com uma boa negociação

Ter uma boa relação de fornecedores, formar parcerias e conseguir preços menores em produtos e manutenção faz com que os lucros aumentem.

4 – Tenha valor agregado

Investimento em equipamentos de qualidade para garantir o conforto e a comodidade dos hóspedes faz a diferença. Itens como internet de qualidade, roupas de cama antialérgicas, chuveiro com aquecimento central, ar-condicionado, TVs de tela plana e café da manhã agregam valor e podem fazer a diferença entre deixar o cliente satisfeito ou descontente com os serviços oferecidos.

5 – Ofereça preços adequados

Os preços cobrados para a hospedagem e/ou serviços devem ser ajustados de forma que não sejam muito caros ou não ofereçam o lucro ideal. Tais valores devem encontrar o equilíbrio entre esses fatores para que os seus hóspedes possam usufruir do serviço adequado por um preço justo.

6 – Não caia na informalidade

É comum que novos empreendedores deem início às suas atividades de maneira informal. Isso parece vantajoso a princípio, por conta do não pagamento de impostos. Mas tal atitude, na verdade, causa prejuízos, uma vez que não permite o crescimento do seu hotel ou pousada. Benefícios como conta bancária, obter máquinas de cartão de crédito e conseguir empréstimos em bancos de fomento são impossíveis de se conseguir sem um estabelecimento devidamente formalizado.

7 – Capriche na decoração

Decoração de qualidade, que agrade o seu público alvo, é muito importante. Pousadas, por exemplo, podem investir em motivos mais rústicos, praianos ou rurais. Já um hotel executivo pode adotar um visual mais “clean”, que destaque a praticidade e o conforto das acomodações. Obras de arte atraentes (não necessariamente caras), arranjos de flores e boa iluminação tornam todo o ambiente mais agradável.

8 –Faça um bom controle financeiro

Lançar mão de planilhas – mesmo simples -, organizar o fluxo de caixa e utilizar softwares de gestão são algumas das medidas que podem ser adotadas para controlar toda a situação financeira do seu hotel. Sem organização, seu empreendimento dificilmente sairá do vermelho. Com a situação controlada, fica mais fácil planejar o crescimento do negócio. Misturar suas despesas pessoais com as do seu estabelecimento também éuma receita para o fracasso.

9 – Divulgue

Quem não é visto, não é lembrado. Adotar estratégias de comunicação é peça chave para a divulgação da sua pousada ou do seu hotel. Hoje, com a popularização do acesso à tecnologia, utilizar as redes sociais e outras ferramentas da internet é uma opção eficiente e barata para o marketing do seu negócio.

10 – Não tenha medo de mudar

Se a estratégia para o crescimento do seu estabelecimento parece não estar dando certo, não perca tempo. Se insistir neste modelo, seu prejuízo só irá aumentar. Encare a falha como aprendizado e evite, com isso, novos erros.

Conheça o SB Hotel e veja como podemos ajudar seu hotel ou pousada a ter uma gestão completa e eficiente. Converse agora mesmo com um de nossos especialistas. CONVERSAR COM ESPECIALISTA. 

4 dicas para aumentar suas reservas com a internet

Post 1 ComentárioPostado em Hotelaria, Marketing para hotelaria

Tempo de leitura: 10min

Não é nenhuma novidade que hoje a internet mudou bastante o turismo no Brasil e no mundo. São muitas informações hoje na web e de fácil acesso. Mas antes de começar a nossa conversa, tenho uma pergunta para você. Se eu procurar hoje no Google, um dos maiores buscadores do mundo, o nome do seu hotel e de sua cidade, eu vou te encontrar lá? Se a resposta for não, continue a leitura pois vamos te trazer 4 dicas para você ter sucesso e aumentar as suas vendas com a internet.

1- Cadastre o seu hotel dentro dos sites de reservas

Hoje existem vários sites que fazem esse tipo de trabalho. A grande vantagem são que esses sites existem um grande fluxo de buscas através deles. São milhares de visitantes todos os meses dentro desses sites. Com o seu hotel cadastrado dentro neles, e se um visitante estiver buscando hospedagem na sua cidade ou região, ele pode te encontrar. Existem vários que oferecem esse tipo de trabalho como Booking, Tripadvisor e Trivago entre outras.

2- Faça o cadastro de todos os seus hóspedes

O Marketing de relacionamento é uma importante estratégia que os hoteleiros têm que usar nos dias de hoje. E o primeiro passo é coletar todos os dados de seus hospedes, como seu nome, telefone, e-mail e endereço. Assim você tem como enviar um email mais personalizado para seu público. Você pode enviar e-mails de aniversários, promoções do hotel, dicas de viagens e entre outros. Assim seus hospedes estarão sempre lembrando do seu hotel.

3- Utilize o email marketing adequadamente

Existem muitas empresas que abusam nos envios de e-mails. Tente ter o bom senso, enviando no máximo 1 email por semana, assim você não lota a caixa de e-mail de seus hospedes e também evita ser marcado como spam. Você pode contar com ferramentas que te auxiliam nos envios de e-mails personalizados. Hoje no mercado existem várias plataformas, e algumas até algumas gratuitas e também as pagas, como MailChimp, RD Station (é a que usamos hoje na Silbeck).

4- Tenha um site e otimizado e atualizado

Quem é empresário ou gestor sabe da importância de manter-se atualizado.
Hoje em dia ter um site, redes sociais são parte de qualquer negócio, seja ele qual for. O fato é que os consumidores se atualizaram e a forma de pesquisar/comprar produtos também mudou. Por isso é importante que as empresas se adequem a essas mudanças para não perderem participação de mercado.

O que é Revenue Management e como trabalhar ele no seu Hotel

Post 2 ComentáriosPostado em Hotelaria

Por: Omnibees Academy

Tempo de leitura: 10 min

Se você ainda não conhece ou não aplica o Revenue Management hoteleiro, não pode deixar de ler esta postagem. Afinal, todo hotel enfrenta o problema recorrente de equilibrar oferta e demanda entre as épocas de alta e baixa ocupação.

Basicamente, o que o Revenue Management (RM) faz é buscar tirar o máximo proveito em cada contexto de mercado. Assim, busca maximizar o lucro nos períodos de alta e aumentar a ocupação nos períodos de baixa.

Embora essa seja uma tentativa habitual no ramo hoteleiro, com o uso do método certo, é natural que o resultado seja potencializado. Então, vamos começar entendendo do que se trata o RM e como ele ajuda nesse que é um dos mais significativos problemas da gestão de hotéis.

O que é Revenue Management hoteleiro?

Revenue Management é um método de precificação que leva em conta a taxa de ocupação e a margem de lucro, buscando o equilíbrio entre esses percentuais. É um método usado para equalizar oferta e demanda em setores nos quais a oferta de produto ou serviço é limitada.

Além do ramo hoteleiro, também se aplica, por exemplo, em companhias aéreas e em locadoras de veículos. Contudo, especificamente no que nos interessa, estamos falando de uso de informações detalhadas e abrangentes com o objetivo de estabelecer o preço ótimo para cada período e cliente. Vamos logo descrever como o RM funciona para ficar mais fácil de entender.

Como funciona o Revenue Management hoteleiro?

O método não é utilizado apenas por grandes hotéis. Então, vamos usar o exemplo de um estabelecimento pequeno, com 12 apartamentos. Digamos que ele aplique uma tarifa média de R$ 220,00. Nesse caso, 100% de ocupação resulta em R$ 2.640,00 de receita diária, certo?

Pois bem, mas e se for possível subir esse valor para algo em torno de R$ 280,00? Note que bastariam 10 apartamentos, ou 84% de ocupação, para garantir uma receita superior. Assim, para que o método funcione, você deve considerar combinar dados de ocupação e previsão para determinar o preço ideal para cada momento.

Obviamente, não é possível conseguir o equilíbrio ideal com a aplicação de tarifas fixas. Mesmo que você determine variações por períodos ou aos finais de semana, por exemplo, não usará todo o potencial do RM.

A tarifa fixa impede, por exemplo, o aumento de preços quando a ocupação estiver próxima de 80%, para reservas de última hora e a concessão de preços especiais para clientes habituais. No entanto, para poder trabalhar com uma tarifa flexível, você precisa considerar o máximo de variáveis possíveis, como:

  • previsão de demanda para a época;
  • taxa de ocupação atual;
  • RevPAR;
  • proximidade da data de reserva;
  • histórico do cliente;
  • taxa de noshow.

Para tanto, evite o cálculo manual. Apenas a desconsideração da taxa de noshow, por exemplo, pode comprometer todo o seu cálculo. Além disso, é trabalhoso fazê-lo devido à quantidade de variáveis.

Não bastasse isso, o profissional da recepção pode não estar (na maioria dos casos não estará) preparado para avaliar todas as situações. Ou seja, você precisa de tecnologia desenvolvida para hotelaria para te ajudar com a aplicação da metodologia.

Ficou claro como se aplica o Revenue Management hoteleiro? Considere também a importância de acompanhar o preço da concorrência para conseguir os melhores resultados na aplicação dessa metodologia. Sem essa informação, o resultado pode ser seriamente comprometido.

Texto original: Omnibees Academy

5 razões para investir em um sistema de gestão hoteleira

Post 1 ComentárioPostado em Governança, Hotelaria

Tempo de leitura: 10min

Ter controle absoluto de todas as informações do seu estabelecimento. Aposto que esse, como gestor de um meio de hospedagem, é um grande desejo seu. E como recepcionista, gerente ou funcionário de um, ter uma visão clara e centralizada de todas as informações deixaria seu trabalho muito mais produtivo, não é mesmo?

Se sim, a resposta é simples, você precisa de um sistema para o seu hotel!

Um sistema para hotel é uma ferramenta fundamental para os gestores que desejam profissionalizar seus meios de hospedagem. Com ele é possível organizar as principais rotinas do hotel, desde o momento da reserva e movimentações de caixa, até controle de limpeza e estoque.

Separamos para você 5 razões para você deixar a planilhas de lado e começar a usar agora mesmo um sistema para gestão no seu hotel. Continue a leitura!

1- Organização operacional e financeira

Todas as tarefas diárias de um hotel devem estar organizadas, evitando imprevistos que comprometam a credibilidade do seu negócio.

Por meio de um software de gestão hoteleira é possível interligar todas estas tarefas. Um software normalmente permite, de forma totalmente integrada, controlar check-in, check-out, overbook, reservas, caixa, estoque, contas a pagar, governança, controles e alertas, entre muitas outras funcionalidades.

2 – Ganho de tempo

Quantas horas do seu dia são gastas por atividades relacionadas com a gestão do seu hotel? Quanto tempo lhe é consumido executando tarefas manuais que poderiam estar automatizadas? Você já fez os cálculos? As atividades operacionais do dia a dia consomem muito tempo, que poderia estar sendo empregado na execução de atividades estratégicas ou de relacionamento com hóspedes e fornecedores.

Com software , você agiliza todos os processos do hotel

3 – Agilidade no atendimento

Uma forma de encantar seus hóspedes é a agilidade no atendimento. As pessoas estão cada vez mais ocupadas e não querem perder seu tempo esperando. Prestar um atendimento ágil e informatizado mostra para aos seus clientes o quanto seu hotel está preocupado com o bem-estar dele.

Leia também: O que é DRE e por que ele é tão importante para seu hotel

4 – Segurança de informação

Com o auxílio de um software de gestão hoteleira, todos os dados das hospedagens e das reservas ficam armazenadas eletronicamente, com cópias normalmente automáticas. Fazer a gestão do seu hotel apenas com papéis é um grande risco, podendo acarretar perdas ou esquecimentos, falta de informações, dados imprecisos, dificultando qualquer planejamento e tomada de decisões no seu hotel.

5 – Redução de custos

Uma das principais vantagens trazida por um sistema de gestão hoteleira é a redução dos custos do seu hotel.  O controle financeiro em um software, como por exemplo, o SB Hotel, permite a organização do fluxo de caixa, possibilitando um controle rígido de todos os gastos do hotel.

Assim, se torna possível identificar e eliminar as despesas desnecessárias, realocar recursos para atividades mais produtivas e aumentar os lucros do hotel, tudo sem descuidar do conforto e da boa hospitalidade oferecidas aos seus hóspedes.

Conheça o SB Hotel

O software SB Hotel foi desenvolvida pensando em facilitar o dia a dia do hoteleiro. Com ele você consegue ter uma visão total de seu negócio. Software modular e fácil de mexer. Quer conhecer um pouco mais? Entre em contato com o nosso time de especialistas e agende uma demonstração gratuita e sem compromisso.