Blog | Silbeck
Hotelaria

Você sabe o que é Channel Manager?

Publicado em

A tecnologia já chegou ao setor hoteleiro e trouxe mudanças positivas tanto para hóspedes quanto para donos de hotéis. Investir em channel manager é necessário para quem deseja aumentar as vendas e fortalecer a gestão.

Esse assunto, no entanto, ainda traz muitas dúvidas, principalmente para quem não tem muito domínio sobre as ferramentas digitais. No post de hoje vamos te explicar o que é o channel manager e como ele pode auxiliar na otimização de processos, de forma a torná-los eficazes e mais intuitivos.

O que é Channel Manager?

Channel Manager, Gestor ou Gerenciador Canais, é o software é responsável por centralizar a gestão de diferentes canais em apenas um lugar. Assim, fica mais fácil controlar as reservas e se prevenir contra o overbooking, ou seja, o fechamento de mais reservas do que pode acomodar.

Para quem quer aumentar as chances de venda, anunciando as acomodações em mais de um canal de venda online, o uso de um gerenciador de canais é indispensável. Assim se torna possível controlar todos os anúncios em uma só plataforma, evitando os riscos de overbooking.

Quais as vantagens de investir em channel manager?

O aumento de produtividade obtido com o gestor de canais não acontece por acaso. Conheça as principais vantagens que seu uso traz!

Centraliza a gestão

O channel manager facilita e agiliza as atualizações nos sites de reserva. Muitos estabelecimentos contratam pessoal apenas para fazer essa gestão, mas ela é bem mais prática com a ferramenta. Com poucos cliques, é possível alterar preços e disponibilidade de dias, além de incluir descrições ou fotos do que é oferecido.

Alcança hóspedes do mundo inteiro

O Brasil tem hoje mais de 30 mil opções distintas de hotéis espalhados por todas as regiões. Com esse número em mente, imagine o esforço necessário para um estrangeiro, por exemplo, dar preferência a seu estabelecimento.

Um channel manager ajuda nesse processo, pois ajuda a atingir usuários de todo o mundo — inclusive permite que se especifiquem dados sobre o público-alvo para que o contato seja mais preciso. Consequentemente, aumentam as chances de alcançar as pessoas certas e aumentar o número de reservas.

Auxilia a mensuração de resultados

Com todas as informações sobre reservas e sites reunidas em um software, fica mais fácil analisar os dados periodicamente. Assim, é possível identificar quais estratégias e canais funcionam melhor para o negócio e redefinir prioridades, bem como ajustar a verba investida de forma mais objetiva.

Quando há integração com o PMS

A integração do Channel Manager com o seu Sistema de Gestão Hoteleira (PMS), é chamada de integração bidirecional. Ela recebe este nome pois opera em duas direções, com os canais de vendas e com seu PMS.

Após efetivar a integração do gestor de canais com seu sistema hoteleiro, e cadastrar corretamente as acomodações e tarifas nas ota’s de sua preferência, o Channel Manager irá funcionar como um centralizador de informações.

Como assim?

É Simples. Quando o cliente efetua uma reserva lá no canal de venda (no booking por exemplo), o gestor de canais irá captar esta informação e lançar a reserva diretamente no mapa de reservas do seu sistema.

O gestor também irá atualizar automaticamente esta disponibilidade nos demais canais que você anunciou, mandando uma informação de que esta acomodação não está mais disponível para venda.

Mas também pode acontecer de outra forma. Quando você efetua uma venda direta, venda balcão ou walkin, e você mesmo lança a reserva no mapa de reserva, o gestor igualmente capta a informação e ajusta a disponibilidade tirando o quarto do ar nos canais que estavam sendo anunciados.

Parece complexo, mas não é. Na prática tudo funciona de forma automática, e você não precisa se preocupar com nada.

Depois que faz a integração com seu PMS, e o cadastro das tarifas e locais, não têm segredo, o sistema funciona quase que por conta própria. Além disso, ao contratar o gestor de canais, um profissional responsável deverá te dar todas as direções sobre o seu devido funcionamento.

Quando não há integração com o PMS

Apesar de não ser o mais indicado também é possível ter um gestor de canais sem integração com PMS, estando conectado apenas com os canais de venda online.

Nesse caso, você pode gerenciar as reservas da mesma forma que foi citado acima, a única diferença, é que você não conseguirá organizar as disponibilidades em um mapa de reservas. O que lhe impossibilita de ter uma visão mais ampla da ocupação dos quartos.

Então é possível integrar o meu sistema de gestão hoteleira com esse gerenciador de canais?

Sim é possível, mas para isso o seu software hoteleiro precisa ter integração com algum gerenciador, caso contrário, você terá que pesquisar um novo PMS que lhe possibilite esta ação.

SB Hotel, já oferece integração com os Channel Manager da Omnibees, HSystem e Bela Pagamentos, cujo qual são integrados com mais de 300 canais de venda online.

Informações /Blog Omnibees

Hotelaria

5 livros que todo hoteleiro deveria ler

Publicado em

Reunimos títulos para quem quer aprender do começo ou se aprofundar, tanto em hotelaria quanto em temas correlatos, como empreendedorismo. 

Muita gente que procura aprender sobre hotelaria encontra em conteúdo na internet uma fonte de estudo, já que o tema é relativamente amplo.

Apesar disso, nos últimos anos, cada vez mais títulos têm surgido como opção para quem não abre mão de um bom livro. E, indo além administração hoteleira, é possível complementar o aprendizado com obras de assuntos correlatos, como tecnologia e empreendedorismo.

Neste post, reunimos livros para quem quer aprender do começo ou se aprofundar, tanto em gestão hoteleira quanto em temas relacionados. Veja quais são:

1. Hotelaria na prática – Dicas e sugestões para hoteleiros – Cezar Nogales

A base da hotelaria é a prestação de serviços e nada melhor do que receitas que dão certo. Várias destas receitas podem ser aplicadas em vários meios de hospedagem, pois são questões simples e que saltam aos olhos. O livro apresenta dicas simples e bem-vindas para todos os hoteleiros e aprendizes de hotelaria que com certeza vão mudar o clima e a forma que seus hospedes enxergam seu hotel.

De maneira prática, algumas ideias aplicadas de sucesso em empreendimentos administrados e ou consultados por Cezar Nogales se transformaram nesta publicação e estas ideias podem ajudar vários meios de hospedagem

A obra aborda desde práticas operacionais como a dobradinha do papel higiênico e a qualidade dos amenities, passando por práticas comerciais de sucesso, qualidade no atendimento e dicas de gestão e administração e capitulo especial dedicado ao setor de governança.

2-  Gestão Hoteleira – por Geraldo Castelli

Este livro coloca o cenário da empresa hoteleira em sintonia com as práticas do mercado ao abordar os aspectos operacional e gerencial da hotelaria. Com um conteúdo abrangente, tem sido elogiado tanto por profissionais atuantes na área quanto por acadêmicos, passando a ser chamado de “a bíblia da hotelaria”. 
Gestão hoteleira visa a disponibilizar aos acadêmicos e gestores alternativas de estudo e compreensão das atividades hoteleiras. Trata-se de uma obra com condições de suprir a demanda da formação acadêmica e, ao mesmo tempo, servir de manancial de informações e subsídios práticos aos gestores que, na vida cotidiana dos hotéis, são, permanentemente, desafiados a ofertar bens e serviços com profissionalismo.

3- Pousadas e Hotéis: Manual Prático Para Planejamento e Projeto – por Ronald de Góes


Este Manuel traz para o leitor uma iniciativa para proporcionar conceitos, paradigmas e informações, como histórico da evolução hoteleira no Brasil e no mundo, dimensionamento das áreas do hotel, questões de ordem construtiva e administrativa e classificação dos meios de hospedagem conforme o Ministério do Turismo. Além disso, disponibiliza um amplo estoque de modelos e plantas que formam o arcabouço de um empreendimento hoteleiro aos que trabalham no setor, como empresários, agentes de viagens, arquitetos, engenheiros, administradores de hotéis, estudantes, entre outros profissionais.

4 – Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas – por Dale Carnegie

O guia clássico e definitivo para relacionar-se com as pessoas. Não é por acaso que, mais de setenta anos depois de sua primeira edição, depois de mais de 50 milhões de exemplares vendidos, Como fazer amigos e influenciar pessoas segue sendo um livro inovador, e uma das principais referências do mundo sobre relacionamentos, seja no âmbito profissional ou pessoal. Os conselhos, métodos e as ideias de Dale Carnegie já beneficiaram milhões de pessoas, e permanecem completamente atuais. Carnegie fornece, nesse livro, técnicas e métodos, de maneira extremamente direta, para que qualquer pessoa alcance seus objetivos pessoais e profissionais.

5 – De Zero a Um – O que aprender sobre empreendedorismo com o Vale do Silício – por  Peter Thiel

Este livro aborda a criação das principais empresas de tecnologia nos últimos 20 anos, tais como PayPal, Google e Facebook, mas não como foi feito e sim como um conceito vem dominando a forma de criar negócios. Para o autor, o próximo Mark Zuckerberg não criará uma rede social, pois é mais fácil copiar um modelo que criar algo novo, mas as chances de sucesso são maiores quando é algo totalmente novo.

O progresso vem do monopólio, não da competição. Se você faz o que nunca foi feito e consegue fazer melhor do que qualquer um, tem um monopólio — e qualquer negócio só é bem-sucedido na medida em que é um monopólio. Mas quanto mais você compete, mais se torna parecido com todo o resto. A competição destrói os lucros dos indivíduos, das empresas e da sociedade como um todo.

Um bom exemplo do turismo é o Airbnb, que pode ser considerado a maior empresa de hotéis do mundo sem ter comprado uma cama. E-commerce? Estamos além disso!

Gostou das nossas sugestões? Compartilha com a gente quais os livros que você gosta de ler!

Marketing para hotelaria

Como o e-mail marketing pode ajudar a aumentar a ocupação de seu hotel

Publicado em

 O grande desafio do setor hoteleiro é manter uma taxa de ocupação alta mesmo em períodos de baixa temporada, no qual os gastos continuam os mesmos, mas as entradas são bastante reduzidas em virtude da sazonalidade do negócio. Uma das alternativas mais buscadas pelos empreendedores do setor é o uso do e-mail marketing, uma ferramenta que comunica aos clientes onde quer que eles estejam.

Com o e-mail marketing é possível manter o relacionamento com o público-alvo o ano todo, lançando mão de estratégias que ajudam a aumentar a ocupação dos hotéis, como:

·         Promoções

·         Oferecimento de brindes

·         Peça a opinião do seu cliente

·         Dicas

·         Peça desculpas

Promoções

Todo mundo adora promoções. Pagar menos, ganhar bônus, levar três produtos e pagar por dois, enfim. Com o e-mail marketing você pode utilizar esta estratégia, divulgando promoções na baixa temporada, aumentando assim o interesse das pessoas por conhecerem as suas instalações ou retornarem uma vez mais. Lembre-se que a chamada do seu e-mail marketing é fundamental para que o destinatário abra e encontre as ofertas, então capriche na comunicação.

Oferecimento de brindes

Que tal premiar os clientes mais fiéis com um brinde? Ou aqueles que se hospedarem no seu hotel nos meses com menos movimento? Seja um jantar, um drink no bar do hotel, canais especiais de TV a cabo, uma suíte pelo preço de um quarto comum, tudo isso faz com que seus clientes se sintam importantes, bem recebidos e satisfeitos, aumentando as chances de voltarem mais vezes e ainda recomendarem o seu estabelecimento para outras pessoas.

Essas estratégias podem ser divulgadas por e-mail marketing, chegando a qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo. Basta você investir nesta estratégia, com os profissionais e recursos certos e um bom software de disparo de e-mail marketing.

Leia também: Marketing de recomendação: entenda porque ele é tão importante para seu hotel

Peça a opinião do seu cliente

As pessoas gostam de se sentir lembradas, úteis para a melhoria de um processo, produto ou serviço. Sendo assim, utilize o e-mail marketing para realizar uma pesquisa de satisfação com o seu público, perguntando sobre as instalações, atendimento, comida e outros serviços disponibilizados no seu hotel. Aproveite a oportunidade para agradecer a estadia desta pessoa no seu estabelecimento e também para convidá-la para uma próxima experiência.

Dicas

Você é dono de uma rede de hotéis? Então nada mais acertado do que enviar um e-mail marketing dando dicas de locais a serem visitados onde, estrategicamente, existe uma unidade da sua rede hoteleira. Mencione pontos turísticos, passeios, vida noturna, entre outros atrativos da região. “Se o atendimento foi bom em um local, certamente será no outro”, este é o pensamento do seu cliente.

Leia mais: Enxoval para hotel: como fazer uma boa escolha

Peça desculpas

Se o seu cliente sair do seu hotel insatisfeito com alguma coisa, peça desculpas. E aproveite o e-mail marketing para isso. Além de se retratar por qualquer inconveniente sofrido pelo hóspede, aproveite a oportunidade para dizer-lhe que numa próxima visita ele terá algumas vantagens. Podem ser as mesmas mencionadas lá no item “promoções”. Certamente você ganhará uma segunda chance para mostrar que o ocorrido foi apenas um equívoco.

Sem dúvida, a sazonalidade no setor hoteleiro é uma das maiores preocupações dos empreendedores do setor, contudo, com boas estratégias de comunicação é possível atrair mais pessoas e tornar a demanda maior do que tem sido nos últimos anos. Aproveite todas essas interações com o cliente, para cativá-lo e engajá-lo com o seu negócio, oferecendo clube de fidelidade, bônus e outras vantagens.

Governança

Enxoval para hotel: como fazer uma boa escolha

Publicado em

Entrar no quarto, sentir o aroma especial do espaço e ser recebido com uma cama bem aconchegante, pode ser um momento esperado por muitos viajantes.

As roupas de cama de um hotel são um dos fatores mais importantes para uma boa hospedagem. Não importa se o viajante está a passeio ou a negócio, ele sempre vai esperar que seu hotel lhe ofereça o melhor para sua noite de sono.

Fazer as escolhas corretas desses itens traz mais conforto para seus hóspedes e também uma maior economia para o hotel. Nesse post preparamos algumas dicas para te ajudar na escolha do enxoval para seu hotel. Que tal continuar a leitura para conferir?

Branco é a melhor opção

A cor branca é a mais indicada na hora de escolher peças para a roupa de cama para seu hotel. Elas não desbotam, e eventuais manchas são removidas facilmente. Além de apresentar um aspecto de limpeza no ambiente. No caso de uma reposição pontual, os itens brancos estão mais disponíveis no mercado para compra.

Fique de olho na textura 

Geralmente, quando deitamos em uma cama acolhedora, associamos a sensação que teremos que tocar os lençóis, fronhas e cobertores. É por isso que a textura é o primeiro aspecto de que estamos falando, já que o conforto está totalmente ligado ao contato que o hóspede terá ao se envolver.

Para garantir esses momentos, certifique-se, na hora da escolha, tecidos 100% algodão – esse material permite a respiração da pele ao mesmo tempo que tem uma consistência agradável.

Vida útil dos tecidos

Analisar a durabilidade das peças para evitar gastos com reposições precoce é fundamental, pois com os processos frequentes de lavagens industriais podem danificar as peças como causar encolhimento e desbotamento e caso as peças não sejam de boa qualidade.
Investir em produtos que tem vida útil maior é uma boa ideia para você economizar e não oferecer aos seus hóspedes peças com aparência de velhas. 

Gostou das nossa dicas? Conta pra gente como o seu hotel ou pousada faz a escolha do enxoval.